Na tarde dessa sexta-feira (22) o Prefeito de Guarapuava, Cesar Silvestri, anunciou com alegria o pagamento da primeira parcela do auxílio municipal aos operadores ecológicos. Trata-se de um auxílio de R$500 reais, aprovado pelo legislativo municipal, para ajudar essas pessoas durante a pandemia do novo coronavírus. Dessa maneira o poder público tem a pretensão de auxiliar essas pessoas a manterem o isolamento social. Pois assim se garante uma renda mínima para que elas permaneçam em casa.

O auxílio dado pela Prefeitura aos operadores ecológicos chama-se Programa de Compensação Financeira Temporária. Isso porque o intuito é que ele seja pago enquanto durar a pandemia do novo coronavírus. E para receberem esse auxílio as pessoas precisavam cumprir dois requisitos básicos: ter como renda principal a atividade de coleta de materiais recicláveis e estar inscrito no CadÚnico (Cadastro Único) do Governo Federal. Aqueles que se encaixaram nesse perfil receberam o auxílio municipal nessa semana.

O aporte financeiro para o programa é de grande volume e foi pensado pelo Prefeito Cesar Silvestri e sua assessoria. Prova disso é que os primeiros pagamentos liberados atingiram 107 famílias e tiveram impacto de R$53.500 nas contas do município de Guarapuava. Uma alternativa que à primeira vista parece muito onerosa. Porém, após analisar com cuidado, vê-se que é cabível. Pois o sistema existe para ajudar as famílias e fazer a economia se sustentar durante a pandemia do novo coronavírus.

Os estudos feitos de acordo com as projeções de gastos com o programa o levam à margem de um impacto orçamentário-financeiro de R$500 mil. Isso para que cada operador ecológico receba duas parcelas do benefício. Caso seja necessário ampliar o programa, esses gastos seguramente superarão R$1 milhão.

Os recursos são oriundos do Fundo Municipal do Meio Ambiente

Como os operadores ecológicos prestam um serviço diretamente ligado à preservação do meio ambiente, o custeio desse projeto é feito pelo fundo correspondente. Portanto, coube à Secretaria de Meio ambiente, em conjunto com Cesar Silvestri definir como e quando esses pagamento do auxílio municipal seriam feitos. E felizmente foi possível organizá-lo e colocá-lo em prática.

Com essa ação, a Prefeitura de Guarapuava demonstra estar sensível às necessidades dos operadores ecológicos durante a pandemia do novo coronavírus. E demonstra que é possível utilizar bem os recursos públicos em benefício da população mais carente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here