Na data de hoje (11), conforme apurou o Diário Prime, a Prefeitura de Diamantino-MT fez um alerta através de seu site sobre o aumento do número de casos de Dengue, Zika e Chikungunya na região.

Por isso a Prefeitura de Diamantino-MT, falou sobre a questão, e junto com a equipe do setor de Endemias, está realizando ações para combater o Aedes aegypti, que é o transmissor das doenças.

Prefeitura de Diamantino-MT adota medidas de combate ao mosquito

Para combater o mosquito Aedes aegypti, a Prefeitura de Diamantino-MT criou uma força tarefa em todo município, já que em 2020 no mês de abril, 33 casos de dengue foram notificadas na região.

Ações realizadas pela Prefeitura de Diamantino-MT para combater o mosquito

  • Visitas domiciliares;
  • Monitoramento de pontos estratégicos;
  • Coleta de materiais recicláveis;
  • Atividades educativas;

Mas, apesar de todo o esforço, a prefeitura se queixa que o número de casos de Dengue, Zika e Chikungunya tenha aumentado na região, e o maior foco é encontrado nas residências das pessoas.

Coordenador de Endemias faz um alerta a população

O Coordenador de Endemias de Diamantino-MT Lucas Adolfo da Rosa, fez um alerta a população falando sobre a importância das mudanças de hábitos:

“Esse trabalho vem sendo realizado todos os anos e está exigindo ainda mais a colaboração da população, em razão de outras campanhas que precisamos atuar, como o surto do coronavírus. As pessoas não podem se descuidar, porque as doenças que são transmitidas pelo Aedes aegypti podem ser tão graves quanto a da recente pandemia que aterroriza as pessoas”.

A dengue pode matar, por isso a qualquer sinal de sintomas como febre, dor de cabeça, náusea e vômito, dor abdominal e manchas avermelhadas pelo corpo, deve-se procurar auxílio médico responsável.

Segundo dados do Governo de MT, Diamantino faz parte dos 27 municípios de zona de risco com um alto nível de infestação para Dengue, Zika e Chikungunya, por isso o município faz o alerta a população:

“A Secretaria Municipal de Saúde por meio da equipe do Setor de Endemias está realizando várias ações que fazem parte do programa de estratégias para reforçar as ações de combate ao transmissor da Dengue, Zika e Chikungunya – o Aedes aegypti”, completa.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here