A Prefeitura da cidade de Erechim informou hoje, 19, que ajudará os empreendedores municipais, durante o tempo da pandemia. Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, a partir do dia 1 de junho, os empreendedores de Erechim não precisarão mais abrir processos para solicitar inscrição municipal.

 

Segundo a prefeitura, as inscrições poderão ser feitas, diretamente, no site da Junta Comercial do Rio Grande do Sul, logo após a regularização da documentação de registro. Além disso, o procedimento . Os dados serão coletados através do sistema estadual integrador da REDESIM, simplificando todas as etapas do registro.

 

Entretanto, a facilitação burocrática não aconteceu somente para os novos empreendedores da região. A Secretaría de fazenda também decidiu alterar a validade dos alvarás de funcionamento provisório de boa parte dos empreendimentos.Os prazos foram alterados 

 

Os alvarás provisórios ganharam mais um período de 6 meses, totalizando 1 ano, com a possibilidade de renovação. Com isso, os empreendedores poderão providenciar toda a documentação necessária para a renovação, com prazo maior.

 

Outro ponto bastante benéfico para os novos empreendedores, é a retirada do dispositivo que solicitava a   contrato de locação ou autorização de uso do imóvel emitido pelo proprietário ou representante legal deste. De acordo com a prefeitura, esta era uma das exigências que mais gerava transtornos aos novos empreendedores.

Empreendedores lutam para sobreviver durante a pandemia

E estas não serão as únicas medidas anunciadas pela Secretaría de Fazenda de Erechim. Segundo o setor de comunicação da prefeitura nos próximos dias serão anunciadas novas medidas que facilitarão aos procedimentos de licenciamento e emissão de autorização ambientais e sanitárias.

 

Durante a pandemia do coronavírus, a redução da burocracia pode ajudar a reaquecer a economia. Principalmente para a abertura de novas empresas. Na internet, existem várias campanhas de apoio aos comerciantes locais, de todas as regiões do país.

 

Boa parte das pessoas, atendendo aos apelos publicitários nas redes sociais, tem buscado privilegiar os comerciantes locais, para a compra de alimentos, materiais de higiene pessoal e de limpeza. Entretanto, mesmo com as campanhas, alguns pequenos comerciantes não estão sobrevivendo à pandemia.

 

Muitos tem buscado se adaptar ao período colocando a disposição do consumidor, produtos que hoje se tornaram essenciais para sobreviver na nova realidade do coronavírus.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here